arquivo > Novembro de 2013

Memória de um momento 4u

Cristo Redentor, Rio

Quando amanhecemos sem vontade de acordar só a memória nos consegue aquecer. O melhor exercício é procurar a fotografia de um instante passado e tentar que ela nos prove quanto até o passado pode ser incerto. Tão incerto como o futuro ou mesmo mais. Um tal exercício tem a vantagem de nos devolver a ilusão de uma vida vivida com intensidade - a aventura da vida na feliz proposta de um verso de Joaquim Namorado.

Um ciclo de viagens

preparado para viajar

Vou iniciar, no próximo mês de Dezembro, um ciclo de viagens - conto recriar um breve momento de uma viagem que fiz, ainda no século passado, ao próprio século passado, na companhia do Dr Álvaro Cunhal (durante uma entrevista que ele me concedeu para publicação no JN), conto “desenhar” uma réplica das Viagens na Minha Terra e, se houver tempo, conto aventurar-me ainda noutras viagens. Sabendo que à entrada dos sessenta anos o tempo que resta até à última e garantida viagem é escasso.